Último Grand Slam do ano

shara46689_msusopen3_122_1036lo.jpg

Sou um amigo fã do tênis e procuro acompanhar todos os Grand Slams, os principais torneios do esporte: Wimbledon, Roland Garros, Australian Open e o corrente US Open. Alternando entre a Sportv e a ESPN, dou preferência à última, que tem como apresentadores os espirituosíssimos Paulo Cleto e Marco Antônio Rodrigues.

Confesso que acompanho mais as partidas femininas que as masculinas, têm mais appeal, fazer o quê. Tenho uma nostalgia do tênis masculino da minha infância, sei lá, como tenho com a Fórmula 1. Odeio Roger Federer e Michael Scumacher. Gostava dos tenistas Ivan Lendl, Boris Becker, John McEnroe, esses caras… fica a impressão de que naquela época os tenistas eram mais fodões, mesmo com o Federer tendo só 26 anos e vários recordes já quebrados. E, porra, Senna, Prost, Mansell

No tênis feminino, claro que lembro da Steffi Graf, da Gabriela Sabatini, da Martina Navratilova, mas delas eu não tenho a mesma lembrança fodona. E pra quem já pensou, no parágrafo anterior, que eu vejo tênis feminino por taradice, vá se ferrar, que no final da minha adolescência apareceu a Anna Kournikova e eu nunca a vi jogar. Estamos entendidos.

Tenho preferência pelas partidas da Maria Sharapova e da Serena Williams. Ambas são jogadoras de força, jogam na porrada e na raiva. Martina Hingis também é legal de ver, é mais técnica, bota a bolinha onde quer na quadra. A Serena é americana, o que me faz torcer contra (torço contra esportistas americanos, e daí?), mas é massa assistir aos massacres. A Sharapova é russa, mora desde guria na Flórida, mas se recusa a naturalizar-se americana, como já pediram muitas vezes; é odiada por muitos porque grita demais em quadra; é odiada por ser supostamente arrogante em quadra; sim, é quase um bloco de gelo enquanto está jogando; o olhar penetrante da foto, cheio de ódio, é endereçado à adversária, após um ponto conquistado; só dá porrada, só ataca, mesmo que isso cause problemas na partida, não quer nem saber; é gata (principalmente jogando, com todas essas características. fora de quadra, posando de modelete e sorrindo é só mais uma loira bronzeada de quase 1 e 90); sobre a Kournikova ela diz: não sou a nova Kournikova, eu venço. Ela é uma tenista gostosa, não uma gostosa que foi jogar tênis.

Amanhã ao meio-dia, na Sportv2, Sharapova joga a terceira rodada contra a polonesa Agnieszka Radwanska. Acompanharei. A Sharapova só perdeu 2 games, por enquanto, e é a atual campeã do US Open.

+++++

Melhores nomes: Vaidisova, Dementieva e Azarenka.

Anúncios
Explore posts in the same categories: esporte, garotas

5 Comentários em “Último Grand Slam do ano”

  1. julinha Says:

    nem li tudo ainda, mas tenho que falar: sente falta de tenistas como o tio alves que eu sei ahahahahahah

  2. tiago Says:

    tu escreve bem, ein seu canalha? nem sou tão chegado em tênis, mas até fiquei com vontade de acompanhar o match, diante do caráter persuasivo da escritura.

    no que concerne à F-1: nelson piquet era grande piloto. estrategista e racional.

  3. felipeta Says:

    ehehehe valeu, bro.

    foda que o sportv2 nem passou a partida. e pior, a sharapova perdeu rehreherh.

  4. tiago Says:

    DEMENTIEVA

  5. Paulo Kastrup Says:

    O Marco Antonio Rodrigues e o Paulo Cleto esqueceram de mencionar as irmãs Mallevas, Katerina e Manuella, como irmãs que tiveram sucesso no tenis e os irmãos Tarockzic també, nos anos 70


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: