CAÇADA SÁDICA

cacada-sadica.jpg

Western de 1971. A direção é de um tal Don Medford, que dirigia séries de tv nos anos 60 (aquela do Hitchcock, Baretta, Além da Imaginação…). Estrelam Oliver Reed (morto), Candice Bergen jovem e Gene Hackman de bigodão. A trilha é de Riz Ortolani, o mesmo sacana que, em 79, fez a trilha do clássico e assassino de animais Cannibal Holocaust.

Setenta e um é o ano de lançamento de Laranja Mecânica, Straw Dogs, Dirty Harry e Operação França, isso quer dizer que foi um ano violento e, tirando Laranja Mecânica, um ano de cinema pra homem. Caçada Sádica é um filme menor, claro, e apenas lembra, na violência, os westerns do Peckinpah (do Straw Dogs). Eu já conhecia, mas revi ontem e hoje no Telecine Cult.

O velho Gene é Brandt Ruger, um Homem que trata a mulher (Candice Bergen) feito bicho e é dono de um condado com seu nome. Fuderengo. Depois de dar uma estuprada de leve na patroa, ele manda ela se arrumar pra ir se despedir dele e cumprimentar uns amigos que estão chegando pra uma caçada. Ele arranjou uns rifles que alcançam 1 milhão de quilômetros e resolveu chamar os bróders para um esquema.

Frank Calder (Reed) e seu bando metendo uma faca no pescoço de um boi, carneando e comendo o bicho.

No outro dia, Melissa, a esposa e professorinha, está na escola. O bando de Calder entra na cidadezinha. Calder vê a professora e vai lá catá-la. Tu vai me ensinar a ler, muié. E já era.

Um dos bandidos, o mais escroto, tenta estuprar a mulher e fracassa. Melissa se nega a ensinar Calder a ler e ele se nega a alimentá-la enquanto ela não ensinar. À noite ela tenta escapar, mas Calder corre atrás dela e, evidentemente, um estupro se dá. Melissa gosta.

Ruger recebe a notícia do rapto de sua mulherzinha. Armados de seus rifles de longo alcance, ele e os amigos empreenderão uma caçada sádica. De onde mal podem ser vistos, eles dão cabo de alguns bandidos, explodindo peitos e barrigas à bala. Alguns dos amigos já estão meio de cara por estar caçando gente em vez de bicho.

Quando o bando estava se refestelando num laguinho, mais um massacre à longa distância. O estouro dos tiros mais parece um canhão, brutalidade total. Neguinho se ferrando e boiando morto no lago. Doc, amigaço de Calder, toma um balaço e fica todo fiadaputa. Adiante. Nesse ponto, os amigos de Ruger já estão putos da cara porque ele não tem o mínimo respeito pelos mortos, trata feito bicho.

Mais uma investida contra os bandidos. Um fica ferido encostado numa árvore. Ruger e friends estão mais próximos do que deveriam. Ruger aposta 100 pila que acerta o pescoço do ferido. Acerta. Calder vem pra cima, atirando, e acerta um dos caçadores. A galera cai fora, já chega dessa palhaçada. Ruger fica sozinho com um puxa-saco e segue no rastro dos raptores, que foram prum vilarejo tratar do Doc. Nisso, Melissa grita que deve ser deixada, porque seu marido é Brandt Ruger, o foda. O bando fica de cara e ameaça Calder, seqüência que culmina com a morte de um dos dissidentes, que toma um estouro de espingarda à queima-roupa, NA CARA, e agoniza até morrer. A cena choca TODOS, inclusive Calder.

Depois de muito mescal e tentativas de tirar a bala do bucho de Doc, Calder desiste. Enquanto isso o escrotão invade o quarto em que Melissa está. Ela resiste e toma uma bomba bem no meio da cara, seguida de outra na boca do estômago. O cara acaba tomando uma facada da mulher. Bando se manda.

Ruger chega na cidadezinha. Vai interrogar o escroto semimorto, que depois de contar pra onde Calder está indo, começa a dizer que Melissa é gostosa, que é puta, que na primeira Calder forçou, mas depois ela até pedia. Uma faca cravada na garganta o impede de continuar. O puxa-saco já está cada vez mais indisposto com o negócio.

Calder sacrifica Doc, a pedido deste. Nisso, Melissa já é de Calder até debaixo d’água, os dois planejam uma vida boa na Califa. Do telhado da igreja, Ruger e seu seguidor matam mais alguns. No meio do tiroteio Melissa grita Frank! e monta em seu cavalo. Aí, meu amigo…

Num lugarzinho à beira de um riozinho, supostamente seguro, o casal planeja sua fuga, seu futuro. Sapecos violentos avisam que só eles sobraram vivos. Eles fogem para o deserto.

Depois de muito caminhar delirando, eles caem, não dá mais. No horizonte vem Gene, bigode, corno, rifle extremo. Sapeca um balaço no ombrinho de Calder, que rodopia com violência e cai. Ele ajoelha e toma no outro ombro. Melissa, antes deitada, se levanta e recebe chumbo no útero. Um primor. Brandt Ruger se aproxima, morto de cansaço. Os três morrem.

Apocalipse.

Anúncios
Explore posts in the same categories: filmes

4 Comentários em “CAÇADA SÁDICA”

  1. Rubens Morais Says:

    Existe Caçada Sádica em DVD?
    se existe onde comprar?

  2. felipeta Says:

    não faço a mínima idéia, só vejo na tv mesmo.

  3. osvaldo Says:

    Esse filme foi daqueles que marcaram minha infancia pois na época a censura nao permitia nenum muleque entrar no cinema e eu consegui entrar pois conhecia o Darci (lanterninha) e aquela cena que o raptor cáta a Candice Bergen é muito boa .. o filme é muito bom… parabens


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: