A Fonte da Donzela (1959)

virginspring321_box_348x490.jpg

Acabei de ver esse filme do falecido Bergman. Era uma das minhas lacunas bergmanianas. Lacunas essas geradas por locações feitas pela minha irmã; apareciam “bergmans” em casa, do nada, aí eu não estava pilhado pra ver, deixando passar; perdi uns 3 ou 4 assim, além de uns “buñuéis”. Azar, vou corrigindo isso aos poucos.

O filme é baseado em uma balada medieval sueca chamada Töres dotter i Vänge (A filha de Töre em Vänge). Töre é o Max von Sydow. No encarte do DVD da Criterion (que é o que eu tenho baixado) tem a tradução em inglês desse texto aí, mas não encontrei na internet…

vlcsnap-321775.jpg

A filha do Töre é uma vadiazinha ingênua mimada de 15 anos que, a caminho da igreja, se dá mal. Dois pastores vagabundos estupram-na, para em seguida matá-la com uma porretada na cabeça. Tem um piá junto, mas ele só olha.

vlcsnap-316935.jpg

De posse do endereço da ex-donzela, os malfeitores vão pra lá ver o que rola. Mas aí eles é que se dão mal. Os pais da guria descobrem que foram eles os responsáveis pelo sumiço da guria (tentam faturar com a roupa que roubaram da garota!), e o Max von Sydow faz justiça com uma faca de açougueiro com um cabo muito busca.

vlcsnap-389582.jpg

Fracassa um pouco, mas mata os caras. Arremesa o piá numa prateleira e mata ele também. No mercy. Feito isso, ele se sente mal por ter se vingado, meio cristão que era. Xinga deus, diz que não entende como tudo aquilo podia acontecer, e que o negócio dele é na mão mesmo. Pra se penitenciar, diz que vai erguer uma igreja de pedra no local onde a filha morreu. Aí deus dá um esmola pra família: uma nascente de água cristalina.

vlcsnap-393927.jpg

Ao longo do filme eu fiquei pensando “Parecido com o Last house on the left…”, e de fato serviu de influência. Ambos são trimassa.

Anúncios
Explore posts in the same categories: filmes

14 Comentários em “A Fonte da Donzela (1959)”

  1. Mardonius Says:

    Nunca li nada tão odioso quanto o foi escrito aqui sobre uma obra de arte como é “A fonte da Donzela”.

  2. felipeta Says:

    então você deve ser um afetado, um fresco, porque eu simplesmente resumi o filme..

    e textos sérios e “crítico wannabe” tem por toda a internet, meu. isso aqui não é blog de cinema, nem de arte; eu escrevo do meu jeito, sobre o que eu quiser, pensando nos meus amigos, os leitores mais assíduos. o resto cai de pára-quedas, não tenho nada a ver com eles.

    eu sei que a obra tem muitas “questões maiores”, grande coisa. quem quer um texto sério pode entrar no primeiro link que eu dei no post. bem como pode encontrar a rodo textinho de aspirante a jornalista e cineasta, com direito a ficha técnica aglutinada no texto ridiculamente padronizado. não escrevo resenhas nem análises de filmes. precisou ler até o fim para perceber que o post era “odioso” pra você? odioso é você, que lê de cabo a rabo um texto do qual não gosta, só para falar mal depois. coisa de babacão.

    poupe-me de sua afetação em relação às obras de arte, não me obrigue a admirá-las como você as admira.

  3. Galileo Says:

    Cara, se você não sabe aceitar uma crítica, pare de escrever em um blog e mande e-mail aos seus amigos, que gostam do que você escreve, e que provavelmente são os únicos que tem “capacidade” de gostar dos seus textos.
    Lixo!

  4. felipeta Says:

    aceitei a crítica. aceitar não significa concordar e curvar-se diante de “tanta sapiência”. simplesmente defendi o meu post. eu RESUMI o filme. é ridiculo querer me insultar porque optei pelo tom humorístico ou, mais ainda, porque optei por não analisar o filme. não sou obrigado a analisar um filme, só porque há coisas a analisar.

    se vocês não sabem aceitar uma maneira de falar de um filme, façam vocês os seus blogs e escrevam sobre os filmes vocês mesmos, de uma maneira acadêmica, “certa”, “honesta” com o filme e tudo o mais. ou então fica em casa tentando PROVAR QUE O JEITO QUE EU ESCREVO É ERRADO…. vocês são absurdos.

    “poupe-me de sua afetação em relação às obras de arte, não me obrigue a admirá-las como você as admira.” [2]

  5. Adriana Says:

    Coloquei tudo na ponta do lápis e cheguei ao seguinte resultado: vocês todos são babacas; o dono do blog é muito exaltadinho, rebeldinho e molequinho, os outros caras tentaram levar a coisa a sério demais…essa abordagem “humorística” não tem a menor comicidade…ficou sem graça, previsível e antipática…tem gente que sabe caçoar de filmes (bons ou ruins) bem melhor do que você…é uma delícia ler um texto bem humorado sobre o que quer seja, e acredite, esse não é o seu forte…você não é espirituoso, descontraído ou carismático. Sorry.

  6. felipeta Says:

    não caçoei, gosto do filme.

    o fator público (=todo mundo escreve, todo mundo lê) não elimina o fato de esse blog ser meu: logo, ninguém tem o direito de me mandar escrever de outra maneira. nem o de empurrar uma interpretação própria para o que eu escrevo e me obrigar a aceitá-la. deveria fechar os comentários do blog? não, os outros é que precisam de discernimento na hora de cagar opinião no blog dos outros. eu aceito críticas, mas não aceitarei que julguem o meu jeito de fazer as coisas. essa situação foi ridícula. é a mesma coisa que eu contar o filme para um amigo e um idiota chegar, do nada e me xingar, porque contei de tal maneira. QUE CUIDE DE SUA VIDA, pelamordedeus.

    não estou me candidatando a humorista. meu blog não é de comédia (nem de cinema, nem de quadrinhos, nem de narigudas…). de qualquer modo, sou sim espirituoso e descontraído, não me conhece e diz bobagens; minha (falta de) habilidade para escrever não tem nada a ver com isso, viajou.

    dentro da infindável e pública internet, abri um espaço para mim e para os meus, já que essa possibilidade é oferecida por sites como o wordpress, blogger, entre tantos outros. quem vem de fora, veio de fora e não pode querer achar informação e textos mastigados do jeitinho que mais gosta, me xingando por não encontrar, ainda por cima.

    não faz o menor sentido exigir que eu escreva de determinado jeito ou mesmo que eu escreva bem. menos ainda faz sentido uma pessoa saída do nada vir julgar, do alto de seu pedestal intelectual pra caralho, com a atitude de uma dona da internet, uma discussão (que já começou errada).

    “Coloquei tudo na ponta do lápis e cheguei ao seguinte resultado:”

    essa sim é a verdadeira comédia, convenhamos.

  7. Mauricio Says:

    Cara, você é tão ridículo quanto teu texto.

  8. Rodrigo Says:

    gostei do texto. parabéns.

    (e que bando de puto comentando por aqui. gente que se acha elevada pra assistir bergman mas que fica chocada ao ler chamar a guria de vadiazinha.)

  9. Rudnei Says:

    Isso aí que você escreveu era para ser engraçado??!! Sorry.

    • felipe Says:

      Não é pra ser nada além do que é. Não tenho blog de comédia nem desse câncer chamado crítica cinematográfica.

  10. Victor F. M. Says:

    Hahahaha! Cara seu texto me surpreendeu começou um pouco mais sério e depois vc colocou suas idéias do filme e da vadiazinha (também achei!) pena que e os afetados acima não entenderam e pra mim eles que se fodam! Eu acabei de assistir ao filme e quando fui procurar alguma coisa sobre o mesmo não li nada de interessante e o resumo ficou bem engraçado sim! Bergman é para ser discutido não para virar guerra de pseudo-crítico!
    Parabéns pela sua opinião!

  11. jana Says:

    Ah, ela era uma vadiazinha mesmo. A unica pessoa q morreu q eu tive pena foi o pivetinho

  12. combomann Says:

    Galileo Diz:

    25/08/2008 às 13:08
    Cara, se você não sabe aceitar uma crítica, pare de escrever em um blog e mande e-mail aos seus amigos, que gostam do que você escreve, e que provavelmente são os únicos que tem “capacidade” de gostar dos seus textos.
    Lixo!

    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    Boa, tbm acho comédia o dono do blog, tentando se passar por intelectual.


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: