Cronenberg

Quinta-feira fui ao shopping ver Senhores do crime (Eastern promises, 2007). Está aqui no meu computador desde o ano passado, mas consegui me segurar pra ver no cinema.

Quando vi o Marcas da violência (A history of violence, 2005), não estava preparado para o novo David Cronenberg. Não me decepcionei, simplesmente não sabia o que esperar, precisei digerir aquela aparente falta de alguma coisa. Agora não, dessa vez eu já tinha uma noção do que veria. Violência brutal.

Não temos mais os corpos nojentos, as gosmas, o humano e o tecnológico, a mente perturbada, o sexo. A partir de agora, em cada degola, em cada esguicho de sangue, em cada facada no olho, lê-se CRONEN. Aqueles 5 elementos, entre outros, “reduzidos” à violência crua, coisa que é difícil de ver bem feito hoje em dia.

David Cronenberg é mestre, não fez filmes ruins.

E a máfia russa é busca.

Anúncios
Explore posts in the same categories: cinema, filmes

4 Comentários em “Cronenberg”

  1. Lia Winter Says:

    gostei demais de Senhores do Crime! 🙂

  2. felipeta Says:

    eu também. embora não tenha escrito isso no post jerhwkjh. 🙂

  3. tiago Says:

    falando no cronenbier, tu por acaso tem o doom generation? e aliás, tenho q te devolver teu tropa de elite piratex.

  4. felipeta Says:

    bah, não tenho. só vi uma vez, em vhs do pinga, obviamente.
    sobre o tropa de elite, o rul rul ainda não tá chiando sobre a devolução eheheh mas tô na área pra alguma atividade ou coisa semelhante que vise a devolução do artefato acompanhada de papo furado ou não.


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: