Folk longe do Neil Young, do Bob Dylan, do rock.

nebelung.jpg

Nebelung é o nome ancestral, em alemão, de Novembro, o mês da melancolia, arauto do inverno que virá. É nesta altura do ano – quando as últimas folhas caíram e a terra fica nua e sombria – que o homem tem de abandonar suas armas e confessar a sua fraqueza perante a onipotência da natureza. É a hora de voltar para casa, abraçar os entes queridos e sentar mais próximo ao fogo. Para aqueles que vagam solitários pelas noites, é tempo de introspecção, tristeza e desespero. Com sua música, Nebelung captura esses sentimentos, refletindo a chuva do Outono e as noites de Inverno.

Fonte: myspace da banda.

Clique aí no link e ouça Sturm, pelo menos. Violões, cordas, vento.

Entre tantas outras coisas que não são rock nem o que mostra a televisão, é isso que eu escuto. Isso aí é que é NEOFOLK, e não o “novo folk diferentão” que a MTV um dia disse que era, citando Devendra Banhart e outras besteiras (então tá, vamos falar BURRICE de música…). Neofolk saiu do industrial, lá na década de 80, não é música de violão feita por “doidões” pós-00. Current 93, Death in june e Sol Invictus, conhece? Claro que não, pelo menos não pela tv. (nada contra a tv, eu adoro televisão)

Qualquer dia eu posto alguma outra coisa que eu ouça e que tenha mais resquícios de rock. Não é arrogância minha, mas parei de ouvir rock, ora, vou mentir que ainda ouço?

Anúncios
Explore posts in the same categories: música

3 Comentários em “Folk longe do Neil Young, do Bob Dylan, do rock.”

  1. Dora Says:

    Precisa mentir não. Eu ainda ouço rock por que ainda gosto. Não sei se deixarei de gostar algum dia. Na verdade, eu ouço muita coisa mesmo. Foda é que tem gente que acha que neofolk é um lance completamente hippie, quando não tem nada a ver com essa porra. Pelo contrário, até.

    Tinha visto o link pro myspace deles pelo teu flog e curti deveras. E que esses “doidões” continuem SEM aparecer na TV. A TV não precisa deles e vice versa.

  2. felipeta Says:

    pode crer. o paganismo e a valorização da natureza dos “neofolkers” é um lance muito mais conservador, de volta às tradições (pagãs européias), against the modern world, como escreveu o julius evola e cantou o sol invictus.


  3. […] disso que eu escrevi acima importa. Posts atrás prometi que postaria sobre outras coisas que eu ouço e que se aproximam mais do rock. O metal veio […]


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: