Sushi erótico? Não trabalhamos.

Nyotaimori é o nome japonês do infame sushi erótico. Infame e desinteressante, já visto no Faustão e em filmes nos quais a Yakuza figura.

E quem circula pela internet também já viu que rola todo um lance de mulheres nuas com polvos, ilustrações e fotos, coisa igualmente japonesa. Não pesquisei sobre, não sei as origens, não sei o nome.

Dez anos atrás era mai$ viável comprar revistas importadas. Eu circulava semanalmente com meus amigos pelos shoppings, assistindo a tudo que o cinema americano tinha a oferecer. As paradas na Siciliano eram costumeiras. Se por um lado eu via porcarias de Hollywood, por outro me atraíam as maldades. “Modos que” conheci a Bizarre, revista inglesa com título auto-explicativo. Comprei a número 12, de agosto de 98, atraído pela reportagem sobre canibais. Adquiri outras duas edições, ao longo de alguns meses, com igual satisfação, embora algum senso idiota de moralidade ou coisa que o valha tenha me impedido de comprar uma das edições que traziam páginas lacradas. As margens externas dessas páginas eram gêmeas siamesas, era preciso cortar para abrir e visualizar o conteúdo com decência. Eram páginas vermelhas, fotos vermelhas de sangue.

Fui parando de ir a shopping, e as revistas importadas estavam atingindo preços ridículos. Nem sei se ainda existe Bizarre nas livrarias. Tornei-me, então, freqüentador do site da revista, que sempre tem coisas escrotas. Pois tem um cara, um filho de uma puta, que tem uma coluna semanal no site: Daikichi Amano.

Trinta e cinco anos, fotógrafo, dirige vídeos que, para o propósito deste post, envolvem mulheres e animais gosmentos. Fui ao site no fim-de-semana e descobri isso aí, os troços nojentos que mais me chamaram a atenção eram escritos (e realizados) pelo japonês em questão. O texto é esse.

Amano descreve a realização de um de seus vídeos mais recentes, inspirado pelo inocente “sushi erótico”. Há fotos mais reveladoras, é claro, não tão românticas como a imagem acima. E, como já deve dar para perceber pela foto, não se trata de uma mulher nua “cheia de sushi e sashimi”. Ele descreve todo o processo, desde as atrizes que se recusaram, até o final, quando a jovem que aceitou o trabalho, depois de escrotizar afu, machucada pelas espinhas dos peixes, perguntada se sentia dor, responde “Dor?”.

It’s not just the fish that are rotten, I thought to myself, her brain is too. No wonder she can’t feel anything – encerra Amano.

Quem não está acostumado vai achar podre.

Anúncios
Explore posts in the same categories: arte, comportamento

Tags: ,

You can comment below, or link to this permanent URL from your own site.

4 Comentários em “Sushi erótico? Não trabalhamos.”

  1. tiago Says:

    cobicei a japonesa.

  2. felipeta Says:

    ahahahahahaha.

  3. Dora Says:

    hahahahahahha

    quando eu era mais nova eu tinha umas de visitar o snuffx.com todos os dias… mas daí depois de um tempo sei lá… perdeu a graça. esse lance de mulheres x moluscos é velho já… eu queria ver esse lance aí que tu postou, mas como estou na faculdade (e evito entrar em site de tosquice em computadores da faculdade por que sou uma politicamente correta escrota).. não vai rolar tão cedo. acho que em julho eu arranjo um pc pessoal… :~

    meu laptop morreu.

  4. felipeta Says:

    pois é.. eu via o rotten e o show no mercy, mas a podreira pela podreira não tem mais taanta graça quanto tinha. esses lances que as pessoas fazem deliberadamente, principalmente envolvendo sexo, são muito mais bizarros e (por isso) interessantes.


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: