Tô vivo, tô morto.

O site da Bizarre, na vanguarda, apresenta o leitor Richard Murray. Um tempo atrás, postei sobre o cara que estava se transformando em zumbi através de tatuagens, também uma jóia da Bizarre. Pois seguindo essa tendência de expôr fisicamente toda a angústia metafísica de estar vivo e morto ao mesmo tempo, o supracitado Murray mandou uma carta e um vídeo para a redação da revista.

Ele descreve como foi a confecção de sua CICATRIZ DE AUTÓPSIA, uma scarification braba que durou 3 horas. Por três horinhas o cara teve uma tira de pele do peito e do abdome cortada e arrancada, sob efeito de um anestésico que não o impediu de sentir dor.

O vídeo está lá no site. Existem escarificações e vídeos alheios a isso muito piores pela internet, é óbvio, mas posto pelo conceito, não pela podreira em si.

Anúncios
Explore posts in the same categories: arte, comportamento

Tags: , , , ,

You can comment below, or link to this permanent URL from your own site.

2 Comentários em “Tô vivo, tô morto.”

  1. Dora Says:

    Se foder esse cara aí. Já pensei em fazer scar, mas desisti a tempo, ainda bem. Só vou ficar nas tattoos mesmo… Bah! Só de pensar na dor do troço já entro em desespero. Nem vô ver o vídeo. Sô fresca mesmo, e daí?

  2. felipeta Says:

    eheheheh imaginar a pele sendo arrancada chega a ser pior que o vídeo. arrepiante.


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: