Top de 2008.

O Last.fm enumerou os 10 artistas mais ouvidos pelos usuários em 2008, e foram exatamente os hypados que a gente já conhece, e conseqüentemente não tem nada a ver com o que eu escuto. Ouvi muitos discos lançados nesse ano, mas não me presto (nem nunca me prestei) a fazer tops de qualidade, posts de melhores do ano, não tenho blog de jornalismo musical. Não faço isso nem com filme, porque não vejo toda merda que é lançada, acabo vendo lá quando passa no Telecine, quando muito. Vejo coisas velhas, via download, que nunca pude ver ou não conhecia ainda. Vi o Batman e não tenho nada a dizer sobre ele, mesmo porque esse post é de música.

Linko as bandas aos seus verbetes da Wikipedia, porque site oficial é lixo, não diz nada sobre as bandas. E como as bandas listadas são “desconhecidas”, se tiverem um mínimo de vontade de conhecer melhor podem fazê-lo com um clique decente. Sonoramente, linko ao Myspace da banda em questão.

Os 10 artistas mais ouvidos no ano que está terminando, segundo o meu Last.fm, são:

10. Bella Morte

A banda mais comum e pop da lista. Ainda assim, retrógrada e inofensiva, não vai estourar nunca, porque não é genérica. É a única que eu escuto da espécie, as outras todas abandonei faz tempo. A espécie é goth rock anos 90, deathrock, synthpop. O valor afetivo altíssimo mantém o Bella Morte entre minhas bandas favoritas. Ouça.

9. Rome

Neofolk, neoclassical, um pouco de martial industrial de Luxemburgo. Recentíssima, de 2005. Às vezes fica meio “gótico” demais e, escutando agora, me constrangeu um pouco, mas não é ruim. Ouça.

8. Sangre Cavallum (ouça)

instrumentssangrecavallum

Portugueses nacionalistões da Callaecia. Os instrumentos da foto acima e o que eles dizem são suficientes: Interpretar e viver a tradição do Noroeste peninsular. Devolver à terra e aos antepassados o que nos foi legado. A tradição é um fogo vivo e criador, assim se alimenta e se assim renova!

7. Genocide Organ

Alemães maus. Alemães muito maus. Nenhum som é mais maligno e revoltante que power electronics, essa cria criminosa do industrial. Os anos 80 que você não viu (nem eu). Violência, nazismo, guerra, terror, estupro, pedofilia, distorcidamente vocalizados em conjunto com uma ruideira imunda e desagradável. Ouça.

6. Current 93

Um clássico embrionário pós-industrial. As belas canções do Current 93 são contos-de-fadas sinistros. Folk apocalíptico fundamental. Ouça.

5. Godflesh

Já falei dessa antes. Metal arrastado, metal industrial monolítico. O vazio do ser humano. Banda clássica dos anos 90, como foram o Prong e o Killing Joke. E eu ouvia Guns… Ouça.

How can I/See hope/When I never/See my light, I’m empty inside

4. Neurosis

Como o Godflesh, mas muito mais fortemente, inventou o que hoje, famigeradamente se conhece por post-metal. Obras berradas e arrastadas. Ouça, mas nunca é demais ver:

3. Crowbar

Sludge. A dor dos presidiários, dos caminhoneiros, dos machos sujos. Matei minha mulher, mas a amava, e agora estou nessa cela, me remoendo afu. Ouça, mas veja o sentimento desse gordo barbudo filho da puta:

2. Laibach

Iugoslavos (eslovenos) de vanguarda, riem do mundo ao som de Wagner. Já RELEITURARAM Beatles, Rolling Stones, Queen, The final countdown (aquela do Europe); fazem música marcial, fazem tunt-tunt pra dançar, gravam Bach e reinventam os hinos das nações do mundo.  Nazistas! Comunistas! Não são porra nenhuma. A loja virtual deles se chama LaibachWTC e tem uma cabeçorra do Marx no logo; traz os dizeres Comprar liberta, entre outras piadinhas. O álbum Jesus Christ Superstar é sensacional e tem boas letras. Ouça. E a imperdível comédia:

1. Death in June

dij-01

Ao lado do Current 93, outra célula embrionária neofolk apocalíptica. Uma versão bizarra da maldade humana sonora. Ouça.

Nothing changes
It only gets worse
Nothing changes
Waiting for a hearse
There is no hope
Escape is a hoax
The pressure’s building
And I just can’t cope

Now and forever

Nothing changes
It only gets worse
Nothing changes
Waiting for a hearse
There is no hope
Escape is a hoax
And we’re the punchline
To a Splengler’s joke

Now and forever

Nothing changes…

Anúncios
Explore posts in the same categories: música, vídeos

One Comment em “Top de 2008.”

  1. pirs Says:

    boa idéia, fazer um top 10 bandas mais escutadas do ano. farei algo assim também.


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: