V FANTASPOA – A noiva e a Besta (1958)

Minha primeira investida ao FANTASPOA foi soft: uma porcaria escrita pelo Ed Wood, The bride and the beast. Fui guerreiro, saí na chuva, fui até lá o Gasômetro. Caiu, levanta. Engole o choro.

Porcaria é o gênero da obra, não minha opinião sobre, porque me diverti com o filme. Trata-se de um casal recém casado que vai passar a lua-de-mel na África, caçando bichos, já que o marido é um fodão no esporte. A noite de núpcias, no entanto, ainda é na casa do cara. No porão da baia, o Sr. Fuller tem um gorila, que será transferido para um zoológico em breve. A porta do porão, não entendi por que, é uma passagem na parede, aberta por um botão. Enfim. Laura, a esposa, uma bela nariguda, ficou toda interessada ao saber que o marido tinha um macacão enjaulado no porão, e pediu para ver.

O cara é meio grosso, o gorila fica meio de cara quando ele fala e dá ordens, mas com a mulher foi diferente. Ela se aproxima e o bicho segura seu braço. O cara grita, manda soltar e é ignorado.  A mulher, meio hipnotizada enquanto é acariciada no rosto e nos cabelos pelo peludo, diz que ele a está machucando, aí ele a solta. Já rolou um clima.

Aí os dois (a mulher e o marido, claro) vão dormir, em camas separadas, sem consumar o casamento. Durante o sono, Laura se transtorna, sua, morde o lábio, acorda e levanta. O gorilão começa a arrebentar a jaula e se liberta. Sobe a escadinha, aperta o botão e sai do porão.  Laura está viajando na sala enquanto o gorila espia e depois se revela. A garota grita, mas logo já rola um clima, de novo. O marido chega, armado, esbraveja. O macaco remove com destreza (um único movimento) toda a roupa da mulher – que desmaia – e é fuzilado.

Laura começa com uns papos de vidas passadas, mas é ignorada pelo marido, que prefere chamar um médico pra examinar a cabeça dela, que ficar tendo pesadelo com gorila não é normal. O doutor CARL REINER testa uma hipnose e depois faz regressão. A obsessão de Laura por peles (pêlos) SÓ PODE ser algo de vidas passadas. Temos mais uma sessão de suor, mordida no lábio e gemidos. Descobrem, assim, que ela era uma gorila em outra vida. Os pesadelos deveriam sumir, e tudo ficaria bem, se o Fuller não insistisse em ir fazer safári com a mulher.

Da regressão em diante, o filme vira um festival de imagens de arquivo de bichos africanos e de safáris. Praticamente não há interação entre atores e animais. Pelo menos não há com os animais mostrados nas imagens. Seria como, num filme mais avant-garde, mostrar a foto de um leão com um rugido de trilha, e depois mostrar a reação da pessoa que estaria cara a cara com a fera.

Quando o casal chega na África é como se não existisse mais o problema de Laura com os gorilas, de fato. Aí o filme vira outra história. Fuller e sua equipe devem caçar dois tigres indianos que escaparam de um navio que tinha aportado na África. (Sim, na África, esse grande país. O avião deles passa pelas pirâmides do Egito e aí é África). O filme fica meio chato, até Laura ser perseguida por um dos tigres, bater a cabeça e voltar a ser a amante de gorilas que costumava ser.

Os gorilas a encontram e a levam para uma caverna. Fuller vai atrás, dá um soco na mulher, pra ver se ela desperta pra vida, dá mais umas porradas nos gorilas, DEITANDO UM COM DOIS GOLPES DE ESPINGARDA. Mas é inútil, é vencido.

Corta para a casa de Fuller. “E desde aquele dia, eu nunca mais a vi”, diz pro Dr. Reiner. Ela voltou a ser uma gorila. Não há sofrimento, não há sentimento, nada. Fim.

Foi divertido. E a mulher era bonita. Só fiquei meio bizarro vendo as imagens do pessoal capturando os animais, correndo de picape atrás deles e laçando-os. Não tinha nada de cru e violento (e nem eu fiquei com pena dos bichos), mas era real, ora. E os cretinos usando essas imagens que nem se encaixavam direito no filme, num filme que era uma bobagem! Ficou bem estranho, ahah.

Trailer do filme, comentado pelo John Landis:

Explore posts in the same categories: cinema, FANTASPOA, filmes, vídeos

Tags: , , , ,

You can comment below, or link to this permanent URL from your own site.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: