V FANTASPOA – Tokyo Gore Police e Marmorera

Primeiros filmes da mostra competitiva que eu confiro nesse Fantaspoa. Na entrada a gente recebe um papelzinho para marcar ótimo, bom, regular, ruim ou péssimo. O problema é que na saída ninguém sabe o que fazer com o papel. Quando nos entregam, não é dito onde colocar depois. Não há uma pessoa que se apresente e recolha os papéis. Na correria para mijar e partir para outro cinema em 10 ou 15 minutos, para pegar outra sessão, nem dá pra ficar procurando. E além disso, convenhamos, boa parte do público do festival, eu incluído, é gente sem traquejo social. Somos daqueles que chegam nos lugares espiando tudo, hesitantes, carecendo na hora de ter que pedir alguma informação, tirar alguma dúvida. Tentar dar um jeito de descobrir o que fazer com o papel de votação é tarefa árdua, eheh.

Tokyo Gore Police (2008). Polícia gore de Tóquio. Eu não sei que mensagem os japoneses querem transmitir com as demências infinitas que criam, se há alguma, mas o que sai de suas mentes é admirável. Aquelas idéias mirabolantes e estúpidas que a gente tem quando é piá ou mangolão, os japoneses colocam em prática nos filmes. Tipo uma pessoa com espadas no lugar das pernas e dos braços ou uma bazuca que atira punhos cerrados. TGP é um festival disso e de sangue jorrando e espirrando absurda, fantástica, cômica, incansavelmente. Uma palhaçada sem limites. A incapacidade (falta de interesse) que os colegas orientais tem de fazer algo sério nesses filmes é intrigante. BOBAGENS é tudo que há. É simplesmente sensacional. Para quem não conhece esse tipo de ARTE: não é nojento, não é intragavelmente violento, não é chocante (a não ser pelo ridículo); as únicas coisas extremas ali são a demência e o absurdo, por vezes, até desnecessários. O trailer é uma pequena, praticamente NULA amostra do que é Tokyo Gore Police:

Isso aí. A polícia privatizada contra mutantes que perdem uma parte do corpo e não se dão mal, por conta de um efeito regenerativo bizarro que faz crescer ARMAS no lugar da parte decepada. Até o bebezão apareceu no cinema. Gostaria de listar grandes momentos dessa obra, para dar a real do lance, mas fica pra outra hora, se ficar pra alguma. Fui às lágrimas na sessão, só sei disso.

E Marmorera (2007)? É um filme suíço com uma vibe meio terror japonês, daqueles de espíritos zombeteiros do passado cuja zombaria of choice é matar os outros. Meiaboquíssima pra caralho. Se eu tivesse suposto que seria assim, não compareceria. Menos mal que o lance japonês era só na vibe, não no estilo, na apresentação, porque disso já tive minha cota em dvd. No começo até tava achando legal, rolava uma referência a filmes de terror clássicos, aquela coisa de ter um personagem sinistrinho que recebe o casal na cidadezinha, os habitantes na “taberna” meio de cara e querendo expulsar os recém-chegados… Não fede nem cheira, no entanto. Ou não PEIDA nem cheira, como preferem alguns.

Explore posts in the same categories: cinema, FANTASPOA, filmes, vídeos

Tags: , , , ,

You can comment below, or link to this permanent URL from your own site.

3 Comentários em “V FANTASPOA – Tokyo Gore Police e Marmorera”

  1. julia Says:

    a bazuca que atira punhos cerrados só perde para a mesma bazuca atirando mãos apontando o dedo do meio para o alvo. CHOREI de rir.

    • felipe Says:

      bazuca atirando mãos apontando o dedo do meio para o alvo
      bazuca atirando mãos apontando o dedo do meio para o alvo
      bazuca atirando mãos apontando o dedo do meio para o alvo

  2. julia Says:

    até esqueci de falar do bebezão!
    só digo: eminem
    e digo mais: vocês vão entrar na fila?


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: