Não compre Harpic

A fossa. Todos temos em casa essa abertura podre e fétida, infecta e imunda, insalubre e nojenta, que usamos para aliviar as tripas, lavar as mãos e o rosto e onde nos alimentamos, que há décadas mata gente pelo mundo todo com sua sujeira. Chamamos de privada, vaso sanitário ou patente, entre tantos outros nomes menos técnicos, como bocão e trono.

Peralá, diz o leitor. Usamos para lavar as mãos, o rosto e nos alimentamos na patente? Tá maluco? Não estou, e vou além: tampouco a privada é uma abertura podre e fétida que mata quem faz uso dela. Ou na casa de vocês o banheiro tem que ficar permanentemente fechado ou abundantemente arejado porque o vaso fica, incansável, exalando um cheiro horrível e expelindo violentamente bactérias e fungos, entre outros microorganismos que tua merda pode ter liberado? E tu e os teus vivem doentes por causa disso, ainda por cima?

Não, né? Quando muito tu entra no banheiro, solta um barro e empesta a casa por alguns minutos. Mas a patente não tem nada a ver com isso, tuas fezes, teu organismo, tu é o responsável. E repito, o fedor dura minutos, ou em outras palavras: vai passar. E a água dos canos do teu prédio, a mesma que tu usa pra escovar teus dentes, lavar as mãos depois de cagar e tomar banho vai encher a caixa da descarga do vaso. Teu toletão já se foi, o fedor já se foi, ficará ali aquela água parada esperando a próxima leva.

Tá dizendo que a água da patente serve pra lavar as mãos? Que a patente é limpa depois que puxamos a descarga? Não, não estou, onde tu leu isso? O que eu estou dizendo, então? Estou dizendo que ninguém vai meter a mão nem a boca na patente. E ninguém vai morrer por causa das bactérias que vivem na privada, por elas simplesmente existirem ali. Guarde suas neuroses e o episódio de Mythbusters que diz que os micróbios da patente podem ser arremessados bem longe (podendo pousar na tua escova de dentes) quando tu dá a descarga. Baixe a tampa antes de puxar a cordinha ou apertar o botão, simples.

Tudo isso para dizer que os produtos que prometem desinfetar e perfumar nossas patentes são as coisas mais inúteis que existem no mercado. Quando muito aquela cestinha que o cara pendura na beira do vaso tem sua utilidade: virar alvo de um jato de mijo.

Dica: se a patente está suja, limpa com qualquer coisa. Suja = ficou merda depois de dada a descarga. Micróbio tem em tudo, fresco, não precisa se livrar deles, menos ainda dos que ficam DENTRO DA PATENTE, onde só aquilo que teu corpo rejeitou vai tocar.

(É favor não tentar desautorizar minha opinião sobre a inutlidade desses produtos refutando meus argumentos. Argumentos não passam de palavras. Tudo pode ser provado, basta saber ordenar as palavras direitinho. E eu não vim com lógica destruir o Harpic, vim com bom senso. Se você é trouxa de gastar dinheiro num produto desses, ou é neurótico, ou gosta de limpar patente, nada tenho a ver com isso, obrigado)

Anúncios
Explore posts in the same categories: cotidiano

6 Comentários em “Não compre Harpic”

  1. Ciscai Says:

    Eu curto um cheirinho bom na latrina. Os germes que se fodam, eu não quero é cheiro de mictório de rodoviário na minha cara quando vou cagar.

    • felipe Says:

      uma coisa que eu esqueci de colocar no texto foi que minha rinite não permite que produtos de limpeza sejam amplamente usados aqui em casa. e já que patente sozinha em geral não FEDE, esse produto eu rejeito. mas claro, quem sou eu para desrespeitar um homem que gosta de sua latrina cheirosa? eheheheh.

      • José Says:

        Algo incomodou-me nesse produto: seu comercial televisivo – repetidamente exibido na NATGEO [OUT.12]. Diz o texto: “eu sempre sonhei com um marido bonito, alto, inteligente…” é o início infeliz da fala da dona de casa de salto alto, completado pela narradora que julga esses serem os melhores valores “você sempre sonha com o melhor…”

        Alto? Isso configuraria um preconceito aos baixos, não acham? Beleza e inteligencia até poderiam ser colocados na categoria dos valores desejáveis – NÃO NECESSARIAMENTE MELHORES – , mas altura não é algo que deveria ser colocado na mesma categoria de comparação sob pena de gerar uma noção quase racial e preconceituosa embutida nessas palavras. A história já mostrou para onde esse tipo de pensamento pode apontar, certo? Isso é tratar quase moralmente algo que não condiz necessariamente com a verdade, tanto aos desejáveis quanto aos excluídos da mensagem daquele comercial. Péssimo.

  2. mary Says:

    que idiotice, se for assim então,não se deve usar produtos de limpeza de nenhuma natureza principalmente “sabonete”.pense antes de escrever algo…rrsss


  3. Sem contar a propaganda preconceituosa ” eugenista” dessa empresa. Por exemplo,escolher o “melhor ” , isto é, a propaganda deixa explícito que para a mulher,os homens altos são “melhores” que os de baixa estatura. Repugnante.


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: