The human centipede (First sequence)

Desde a metade do ano passado eu já estava de olho nessa obra. Numa época em que remakes de terror são feitos a rodo nossa necessidade única é um filme que mostre um cirurgião alemão louco cujo sonho é criar a centopéia humana, unindo pessoas pelo cu e pela boca. Não estou certo?

Quem discorda não sabe do que está falando. Absurdo e ridículo? Nojento e imbecil? Essa obra nasceu cult, ela ri de quem acha essas coisas dela. Uma gargalhada banguela e fétida perto da cara de quem criticou, cuspindo um pouco, às vezes tocando a ponta do nariz numa maçã do rosto, aproximando perigosamente os lábios e a língua da boca do que despreza o filme, causando uma subida de vomitinho na garganta, que será engolido acidamente junto com as palavras que ousaram diminuir The human centipede.

Dispensando esses – os que acham o filme desprezível – há os que possam achar o filme um pouco decepcionante. Decepção, frustração, não se pode culpar o objeto, mas sim o sujeito, você. Quem criou expectativas foi você, arque com as conseqüências funestas. Eu, por exemplo, esperava nada, simplesmente me contentei com a premissa básica e inédita (pelo menos para mim): um homem vai grudar a boca de alguém no ânus de outro, e assim sucessivamente, criando uma nova criatura bizarra, a centopéia humana.  Tá bom, não vou mentir, tinha um pouquinho de expectativa de ver algo mais atroz, mas não o suficiente para fechar o VLC Player como quem foi enganado. Não se frustre porque o gore é abaixo do moderado e esperado, nem porque não tem o mínimo satisfatório de nudez e putaria. EMBRACE. E como eu já fiz o favor de contar que o filme não é uma podreira, dispa-se de suas expectativas quanto a isso e vá feliz encontrar o Dr. Heiter.

Doktor Joseph Heiter é interpretado por um cara que é o Lance Henrikssen do planeta Bizarro com espírito de Udo Kier: Dieter Laser. LASER.

Heiter é o bamba da separação de gêmeos siameses. Não se sabe como nem por que ele resolveu que juntar seres era uma boa idéia, mas ele o fez. Seu amado 3-cães, constituído por 3 rottweilers ass-to-mouth, viveu pouco, causando danos irreparáveis a sua alma. Agora ele quer  fazer o experimento com seres humanos. Ele faz questão de dizer às duas turistas americanas perdidas que foram pedir ajuda na sua casa: I hate human beings.

É um filme devagar que não investe na escrotidão visual, mas na angústia de ser capturado por um filho de uma puta, saber o que ele pretender fazer contigo, acordar da cirurgia e ver que ele fez, para depois estar vivo, consciente e preso ao cu de outra pessoa, se alimentando de merda, andando de quatro com dificuldade e com chances ínfimas de escapar. Um clássico premiado em festivais mundo afora.

Tem UM momento que achei idiota, mas não chegou a influenciar no balanço geral. É um dos filmes do ano, respeitados os diferentes gêneros. Ou seja, é um filme a ser visto  por aqueles que assistem a esse tipo de coisa.

[Leia mais sobre The human centipede (first sequence) aqui]

Explore posts in the same categories: filmes

Tags:

You can comment below, or link to this permanent URL from your own site.

27 Comentários em “The human centipede (First sequence)”

  1. Dora Says:

    Eu só vi o trailler. E eu sou monga e não gosto de filmes de terror…

    Mas o que achei BIZARRÁÇO (no trailler!) foi que no finalzinho ali nos créditos tava escrito: “100% MEDICALLY ACCURATE”…

    Aham. Super que róla fazer isso na vida real. Super que acredito. ¬¬

  2. Sanseverini Says:

    Você gosta do bizarro, do esquisito e do diferente né?
    A princípio eu achei que você era um tipo maluco.
    Agora eu tenho certeza. Mas, quem não é?
    O filme é estranho. (acabei de assistir)

  3. Sanseverini Says:

    Sei lá, eu não esperava algo tão profundo quanto o seu pensamento. Eu, por mais idiota que isso pareça, tento ver o lado simples da coisa e não a realidade cruel e filha da puta. E sempre que assisto bons filmes (tá, ele é bom) procuro saber mais no google da vida e acabei parando aqui. Enfim, o que você diz faz sentido, mas preferi (nesse caso) ver pelo lado de uma telespectadora de tela quente. É só um filme bizarro.

    • felipe Says:

      obrigado pelo “profundo”.
      só não vá assistir ao A SERBIAN FILM, quando for lançado. esse promete passar dos limites.

  4. Sanseverini Says:

    Ahaah, esse filme eu achei muito por acaso viu. Mas eu sou curiosa e com certeza vou querer ver esse daí.

    Ahh, e os documentários do Werner, não encontrei nada na net. Sabe onde posso achar?

  5. João Janjão Says:

    Achei o filme monótono e previsível, apesar de ser baseado em uma ideia criativa (embora incoerente com a realidade, o que não vem a ser exatamente um problema). Os personagens são superficiais: o doutor, que deveria ser um dos pontos altos do filme, não passa de mais um cientista maluco daqueles já vistos em filmes dos anos 30.
    O que salva esse filme? O japonês, que é muito gostoso. Ah, e uma das cenas finais, aquela onde ocorre uma rápida troca de tiros. O resto não vale a pena, IMO.

  6. gerson Says:

    Oi!
    nåo resisti em falar sobre The Human centipede, vi, achei muito bom, fiquei realmente impressionado, o médico é realmente meio canastråo, mas no geral,no gênero, foda!
    valeu a dica do A serbian…..ainda nåo tinha ouvido falar…bem forte o trailler, mal posso esperar….kkkkkkk

  7. Larissa Andrade Says:

    O filme vai muito além dos enquadramentos dos gêneros cinematográficos.Apesar da estranhamento que que muitas das cenas cirugicas mostram, trazendo uma questão viceral.Possui signos que levam a reflexão,como o médico beija-se no espelho e sua nacionalidade,a fala final do japonês e a própria centopéia.

    Muitas outras reflexões que serão levantadas . . .
    Precisa de estudo e debate.

  8. Allan Franco Says:

    Só um imbecil pra dizer que isso é o filme do ano…

    vc pode gostar de terror e de coisas macabras, que seja, mas achar bom um filme sem pé nem cabeça com uma história podre dessa é palhaçadinha de quem quer parecer diferente e culto!!

    Filme lixo, com um enredo lixo, com atores lixo…

  9. José de Menezes Says:

    ALLAN FRANCO:

    Assino embaixo!


  10. […] quero fazer outro posto sobre o filme em si. Já escrevi sobre The human centipede (first sequence) aqui, além de mencionar, quando escrevi sobre The horseman, um pouco da repercussão que o post teve. […]


  11. […] quero fazer outro posto sobre o filme em si. Já escrevi sobre The human centipede (first sequence) aqui, além de mencionar, quando escrevi sobre The horseman, um pouco da repercussão que o post teve. […]


  12. […] filme entediante. Uma crítica mais informal e de baixo calão (mas não menos importante) está em Toda força que aciona, prejudica. Leia, pois eu concordo com quase tudo que o autor do blog disse na sua resenha. Não recomendo pra […]

  13. Rocco Litencourt Says:

    Se você acha que o filme é uma maravilha, problema é seu, mais ninguém tem que achar o mesmo.
    Ainda não vi, mas se eu vir e quiser achar ruim, acharei ruim sem engolir minhas palavras, fikdik.

    • felipe Says:

      Exato, por isso eu tenho um blog, e eu escrevo o que eu acho nele. Não sou obrigado a aceitar feito um inseto a opinião de desconhecidos que vêm me julgar no meu próprio blog. Escrevam suas opiniões nos seus blogs, e garanto que eu não vou lá posar de fodão. Tu pode achar o que tu quiser, ninguém manda em ti, campeão.

    • Gian Says:

      @Rocco Comentário infeliz e estúpido… e ainda tem gente que entra no blog dos outros pra escrever bobagem assim… então “fikadika”: cria um blog teu, sobre filmes que “ainda não viu”, e mostre sua educação lá, ok. Da mesma forma que você não deve “engolir palavras”, também não deve perder seu tempo escrevendo merda no blog dos outros…


  14. […] The human centipede (First sequence) maio, 2010 22 comentários 3 […]

  15. ANARC Says:

    FRANCO E O PUXA-SACO DELE, VÃO TOMAR NOS SEUS RESPECTIVOS CUS FASCISTAS E COMUNISTAS!!!


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: