Posted tagged ‘greta gerwig’

Saldo do ano – filmes

15/12/2012

Se estivéssemos nos anos 90, ainda teria certa parcela falando mal, mas seria conhecido e apreciado por outra parcela. Falo do mumblecore, gênero de cinema independente do começo dos anos 2000, mas caracterizado por um naturalismo que não víamos nos filmes indie da década de 90. São filmes mais toscos e mais fáceis de odiar, mas eu não quis odiar, e gostei dos que vi. São REAIS, mais reais que a realidade. Verossimilhança além dos limites. Poucas vezes vi isso. De lá saíram algumas personalidades com importância crescente no cenário atual do cinema “alternativo pop” (inventei).

(Vi pouquíssimos filmes esse ano, então não vai ter listinha. Drive e X-men: first class se destacaram para mim, mas vi com atraso, foram filmes que entraram em tops de 2011.)

Quem são as pessoas importantes que vieram do mumblecore? (Atenção: os filmes citados abaixo não são mumblecore, exceto o último citado)

Ti West, autor da obra-prima House of the devil (fez também The innkeepers (lega) e um segmento de V/H/S (não vi)).

Os irmãos Duplass, que tem feito belas comédias com tom de drama e um sentimento indie que as diferencia de filmes como The hangover, por exemplo, ou mesmo de Judd Apatow e dos nosso conhecidos de uns anos atrás Ben Stiller, Will Ferrell e tal. Vejam Cyrus, Jeff who lives at home, The do-deca-pentathlon. Um dos irmãos – Mark – atua. Tipo em Safety not guaranteed, com a nova musinha Aubrey Plaza.

Greta Gerwig. Atriz, roteirista, diretora. Participou do House of the devil. Agora todos vocês conhecem, do filme do Woody Allen, que desperdiçou exageradamente o talento dela. É a namorada do grande Noah Baumbach (bróder do Wes Anderson), que a dirigiu no maravilhoso Greenberg. Ela é a amiga da Natalie Portman naquele filme Sexo sem compromisso. Personagem querida e interpretação ultraverossímil. Esteve no remake de Arthur, o milionário e em Damsels in distress, do cult Whit Stillman. Atuou em e coescreveu The dish and the spoon, filme da Alison Bagnall (coautora do clássico Buffalo 66, do Vincent Gallo). É a principal estrela do mumblecore, além de ter escrito e dirigido um dos filmes do gênero: Nights and weekends. Um filme, como todo o mumblecore, do tipo ame ou odeie. Falatório sem fim, naturalismo extremo, a realidade exposta direto no olho de quem vê. Nem os 48 frames por segundo do Hobbit ficam tão reais.

Frances Ha, do Noah Baumbach, está para sair. Greta Gerwig está nele e escreveu junto.

Greta+Gerwig+Greta+Gerwig+Films+Manhattan+xSk1KR3n3nax


%d blogueiros gostam disto: